publicidade
publicidade
Max:33° Min:22°
Araguaína
Araguaína-TO, domingo, 23 de setembro de 2018
Siga a REDE TO

Rede 190

4 suspeitos morrem baleados em confronto com a PM no Tocantins

Os quatro homens tinham acabado de arrombar uma agência dos Correios

10/06/2018 18h07 | Atualizado em: 11/06/2018 20h18

Divulgação/PM-TO Polícia Militar apreendeu quarto armas e dezenas de ferramentas e equipamentos usados pelos criminosos para arrombar a agência dos Correios em Lagoa do Tocantins, na região central do estado

REDAÇÃO
REDE TO


Uma ação da Polícia Militar terminou com a morte, neste domingo, 10, de quatro homens suspeitos de assaltar uma agência dos Correios em Lagoa do Tocantins, na região central do estado.

A PM disse que encaminhou uma equipe da ROTAM (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas) para Lagoa depois que recebeu a informação de que bandidos tinham arrombado o cofre dos Correios do município. Ao chegar na cidade, os militares bloquearam entradas e saídas e passaram a fiscalizar os veículos. 

Em um determinado momento, os PMs avistaram um carro em atitude suspeita. Assim que avistaram os policiais, dois suspeitos deixaram o veículo e saíram correndo para um matagal. Outros dois permaneceram no automóvel e atiraram contra a viatura da ROTAM. Os militares revidaram e no confronto, a dupla de assaltantes acabou morrendo baleada. 

A equipe de policiais passou, então, a perseguir os outros dois suspeitos, em uma área verde na região. Segundo a PM, os militares foram recebidos a tiros pelos criminosos e em uma nova troca de tiros, os criminosos foram baleados. Os dois homens chegaram a ser socorridos com vida, mas morreram ao dar entrada na unidade de saúde de Santa Tereza do Tocantins. 

A PM informou que os quatro homens eram conhecidos por participação em ações criminosas. Apenas um deles foi identificado. É um rapaz cujo primeiro nome é Marlon.

Os corpos dos suspeitos foram encaminhados para exames e identificação no Instituto Médico Legal (IML)

Além do dinheiro furtado da agência, a polícia recuperou outros objetos levados pela quadrilha, como malotes, encomendas e câmeras de segurança. Também foram apreendidas quatro armas e  várias ferramentas e equipamentos usados para arrombar os Correios. 

Como os Correios são uma empresa federal, o caso foi repassado para a Polícia Federal (PF), que será a responsável pela investigação. 


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.