publicidade
publicidade
Max:33° Min:21°
Araguaína
Araguaína-TO, terça, 23 de outubro de 2018
Siga a REDE TO

Rede 190

Quatro pessoas são presas pela morte de colombiano em Gurupi

29/05/2018 18h59 | Atualizado em: 05/06/2018 21h18

Foto 1: Divulgação/SSP-TO com edição REDE TO; Foto 2: Divulgação Joaquim Ribeiro, vulgo "Beguel" (39 anos), e a filha dele, Helena Martins Ribeiro (18), foram presos suspeitos de contratar Lucas Pereira Batista (24) para matar novo namorado da mãe

REDAÇÃO
REDE TO

 

Uma operação da Polícia Civil (PC) terminou com a prisão, nesta terça-feira, 29, de quatro suspeitos de envolvimento com o assassinato do colombiano Jhowin Holguim Rodrigues (foto ao lado), em Gurupi. O crime, investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, aconteceu em março deste ano, na cidade localizada na região sul do Tocantins.  

De acordo com o delegado Hélio Domingos de Assis, a Operação Sicário cumpriu quatro mandados de prisão preventiva. Foram detidos o mandante, 
Joaquim Ribeiro, vulgo "Beguel" (39 anos), a filha dele, Helena Martins Ribeiro (18), Lucas Pereira Batista (24) e um segundo rapaz que não teve o nome divulgado. 

O delegado afirma que Joaquim encomendou a morte de Jhowin porque a mulher do suspeito estava mantendo um relacionamento extraconjugal com a vítima. Dias antes do crime, o mandante tinha flagrado a mulher na companhia do colombiano, em frente a faculdade em que ela estuda. Na ocasião, houve uma briga, com xingamentos e troca de ameaças. 

Segundo o delegado, a companheira de Beguel queria o fim do relacionamento, mas ele não aceitava e para se vingar dela, pediu para a filha contratar uma pessoa para matar o colombiano. Atendendo ao apelo do pai, Helena ofereceu R$ 5 mil para Lucas assassinar Rodrigues. 

No fim da tarde do último dia 21 de março, Jhowin foi morto com tiros nas costas e na barriga em um bar no setor Vila Nova. Os disparos teriam sido efetuados por Lucas, que estava, no estabelecimento, acompanhado de Helena. O colombiano morreu no local. 

Joaquim Ribeiro foi preso em uma fazenda, no município de Santa Rita do Tocantins, Helena Martins em Senador Canedo (GO) e Lucas e um outro jovem que também teria ligação com o homicídio, em Gurupi. Os três homens foram encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi e a mulher será recolhida em uma unidade prisional feminina. Além das prisões, a polícia também apreendeu, durante a Operação Sicário, o revólver calibre 38 usado no crime. 

A DHPP informou que as investigações foram intensificadas com o objetivo de apurar e identificar o possível envolvimento de outras pessoas no crime.


 

Obs.:

A REDE TO coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Contamos com a educação e bom senso dos nossos internautas para que este espaço continue sendo um ambiente agradável e democrático. Obrigado.

  • Aguarde novas notícias.